O começo da linguagem do bebê acontece antes mesmo dele começar a falar, é transmitida por meio dos seus gestos e choros. Através do convívio, os pais entendem essa forma de linguagem e começam a troca de comunicação que só os envolvidos compreendem… “GUGU DADA”.

O processo de desenvolvimento de linguagem requer uma troca de fala e escuta interativa, pois o bebê identifica a diferenciação das expressões dos pais e o tom da voz, compreendendo e assimilando seu vocabulário.

A famosa fase do papagaio é essa interpretação da troca entre os filhos e os pais que muitas vezes não é tão simples e natural.

A tarefa mais importante desse momento para os pais é a construção da autonomia da criança que nesse processo começa a fazer oposição as suas ordens, como na hora de comer, na hora de dormir, brincar entre outros momentos; portanto os pais tendem a dançar de acordo com a música da criança.

Em gerações anteriores, denominavam esse momento como fraqueza dos pais na educação ou uma criança manhosa, mas temos que compreender que é um momento de construção de um ser humano, que está se adaptando ao seu meio e se encontrando como indivíduo, que irá questionar para criar oportunidades de descobrimento por meio das suas próprias experiências.

É importante entender o que esperar da criança em cada fase para poder orientar nessa construção e não encarar como uma fraqueza na educação, o que acontece muito.

Essa fase começa na faixa etária de dois anos em que a criança começa a se adequar as regras dos pais o que exige bastante paciência por parte deles.

Se você é mãe ou pai de primeira viagem ou não, pois cada gestação e filhos são diferentes um do outro, indicamos um filme que detalha muito bem essas questões e mostra a importância de cada fase do crescimento da criança, “O começo da vida”.

Link: https://bit.ly/30QkgYL

 

Momento DTC –  Juntos com você!